"PILARES DA ESPIRITUALIDADE QUARESMAL"

MARÇO/18

 


 Amados filhos, estamos na travessia do deserto quaresmal. Tempo de avaliar a nossa fé, colocando – nos diante da aridez de nossa vida. Nesse tempo oportuno, Deus nos concede a graça de olharmos à nossa volta, em nosso interior e avaliar quais são osnossos valores e em quem depositamos nossa confiança, e assim perceber que lugar Deus ocupa na nossa vida.
Pilares da espiritualidade quaresmal
A tradição bíblica e cristã assentaram a espiritualidade quaresmal em três pilares, que, com a força libertadora e santificadora do Espírito Santo, recriam o homem novo: a oração, o jejum e a esmola.
A oração – É um encontro pessoal do homem com o Deus vivo, que nos convida à Sua intimidade. “A oração”, refere S. João Crisóstomo, “é a luz da alma e, por meio dela, unimo-nos ao Senhor num abraço inefável”. Num mundo, onde predominam o ruído e uma vida artificial, a experiência de silêncio e de deserto, ajudam-nos a purificar a memória, a descer à profundidade do ser, a pacificar-nos e a mergulhar no mistério vivo do Amor de Cristo e dos irmãos.
O Jejum – Não se reduz apenas à abstenção de alimentos. É, em primeiro lugar, um elemento importante de domínio pessoal, abertura incondicional ao amor de Deus e realização da Sua vontade. Além de ser uma preciosa ajuda no combate contra o mal, é um meio eficaz para reatar a amizade com Deus e com os outros.
A esmola – “Quem dá esmola oferece a Deus um sacrifício de Louvor” (Sir 35, 4-5). A caridade é abertura do coração e solidariedade para quem está privado de alimentos, de meios económicos, de bens culturais e de progresso. Somos chamados a ser o Rosto da misericórdia de Cristo, junto dos irmãos mais necessitados, que solicitam a nossa ajuda de bens materiais e espirituais. Fazer uma caminhada quaresmal autêntica é, também, partilhar alegre e generosamente o nosso tempo: visitar os doentes, consolar os tristes, animar os que vacilam e testemunhar a esperança, onde o desamor, a solidão e a tristeza se instalaram. “Amar a Deus de todo o coração e o próximo como a si mesmo, vale mais do que todos os holocaustos e sacrifícios” (Mc 12,33).
Amados filhos desejo a todos uma santa quaresma, que possamos fazer uma experiência profundade oração e nos prepararmos bem para celebrar jubilosamente o Tríduo Pascal. Que Maria, Mãe da Esperança e causa da nossa Alegria, nos acompanhe e nos guie nesta caminhada quaresmal, em direção à Páscoa. Ela, que é ícone da bondade do Pai e do acolhimento aos irmãos, nos introduza na Luz do Senhor Ressuscitado.
Deus abençoe a todos, abraço fraterno. Atenciosamente.

 

                 

Pe. Rivaldo Celson Alves
-Paróquia Santa Izabel -Uchoa-